0
Estudantes concluíram os diferentes cursos de dois ou três anos para estudantes internos
0
Jovens graduaram em curso de curta duração
0
centros de Formação Profissional no Norte, Centro e Sul de Moçambique

Escolas Vocacionais

Apesar dos impressionantes progressos realizados desde a independência, o nível de formação académica e profissional em Moçambique continua a ser baixo. Quase 80% da população activa não completou o primeiro nível do ensino primário. Melhorar o acesso à formação profissional pública e privada e elevar a sua qualidade é, pois, um dos objectivos fundamentais do Governo. Uma mão-de-obra qualificada é essencial para estimular o desenvolvimento e o crescimento económico do país Em resposta a estes desafios, a ADPP continua a gerir 3 centros de Formação Profissional no Norte, Centro e Sul de Moçambique.

Cada uma das escolas proporciona a raparigas e rapazes, especialmente jovens e adolescentes, os conhecimentos técnicos e competências práticas necessários para aumentar as suas oportunidades de entrar no mercado de trabalho local como empregados ou através das suas próprias actividades de geração de rendimentos. As escolas oferecem programas de formação profissional oficialmente aprovados nas áreas de agricultura e pecuária, construção civil, administração de empresas, hotelaria e turismo e desenvolvimento comunitário.

Cada uma das escolas está também a assumir o papel de centros comunitários de desenvolvimento de competências para as comunidades locais vizinhas e em colaboração com parceiros locais, oferecendo cursos de curta duração para jovens vulneráveis e desempregados fora da escola.

Desde a sua criação, mais de 7,200 estudantes concluíram os diferentes cursos de dois ou três anos para estudantes internos, enquanto as mesmas escolas ofereceram também, na última década, cursos de curta duração para cerca de 8,000 jovens.

 

Principais resultados em 2019:

No total, as 3 escolas formaram um total de 180 estudantes, sendo que o Colégio Politécnico da Machava, na província de Maputo, formou 86 estudantes nos cursos de Agricultura, Administração de Empresas, Construção e Desenvolvimento Comunitário.

O Colégio Politécnico de Nhamatanda, na Província de Sofala * formou 43 estudantes nos cursos de Agricultura e Criação de Animais.

No Instituto Politécnico de Nacala, na Província de Nampula, 51 estudantes foram formados em Agricultura e Pecuária, Construção Civil e Hotelaria e Turismo.

Quando o centro escolar da ADPP em Nhamatanda foi devastado pelo ciclone Idai, todos os alunos e professores foram evacuados para o centro escolar profissional ADPP em Nacala, o que permitiu que 43 alunos do ano passado concluíssem a sua graduação em 2019, conforme planeado.

Desde 2019, as escolas estão em constante evolução e adaptação às necessidades do mercado e às últimas reformas introduzidas pelo Governo de Moçambique.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on skype
Skype
Share on email
Email

Últimas Notícias