Mulheres do distrito de Nhamatanda recebem kits de iniciação ao Auto-emprego

ENTREGA DE KITS NHAMATANDA

O projecto de Recuperação Resiliente dos Meios de Subsistência, um programa do PNUD e do governo moçambicano e implementado, entre outros, pela ADPP em coordenação com o Gabinete de Reconstrução Pós-Ciclone (GREPOC), levou a cabo, no âmbito do Mecanismo de Recuperação (MRF), a entrega de kits iniciais de auto-emprego a trinta grupos de mulheres compostas por dez pessoas cada.

Os kits de iniciação ao auto-emprego recebidos em compensação aos empregos temporários realizados por estes grupos de mulheres são compostos por um total de trinta fardos de roupa da segunda-mão e igual número de máquinas de costura. Após um treinamento em empreendedorismo e técnicas de costura, os fardos de roupa serão comercializados nos mercados agrários de Tica, mercado feira de Lamego, mercado de Metuchira e em outros mercados locais e, em paralelo vai decorrer a comercialização de máscaras e outros artigos produzidos através das máquinas de costura.

A cerimónia de entrega dos kits foi dirigida pelo Administrador do distrito de Nhamatanda , Tomé José, em que no seu discurso enalteceu o papel que a ADPP e seus parceiros desempenha na emancipação da mulher rural, principalmente na fase de recuperação pós ciclone IDAI.

“A ADPP esteve sempre presente na recuperação económica das famílias afectas pelo ciclone IDAI, desde os momentos iniciais a prestar o apoio necessários através da distribuição de sementes, material de construção, produtos alimentares e outros bens, e hoje mais uma vez vem reafirmar o seu compromisso ao apoiar através da entrega de trinta máquinas de costura e 30 fardos de roupa, para além do treinamento que as cerca de trezentas mulheres foram submetidas em matérias de empreendedorismo e micro-negócio.

Desta feita, recomendamos um bom uso do equipamento de trabalho ora recebido e esperamos que haja um bom rendimento de modo a alavancar a economia no seio dos grupos bem como nas suas famílias” – disse o Administrador.

Para Emílio Navaia, coordenador do projecto, a entrega dos kits aos grupos de mulheres irá contribuir para geração de renda e na melhoria da sua economia familiar, trazendo cada vez mais mudanças no nível de vida, porque com os fundos angariados a partir dos seus negócios poderão passar a adquirir sementes para a prática da agricultura.

Maria Bande, membro da associação “Jhon Segredo”, falando em representação de todos os grupos de mulheres que receberam os incentivos, promete assegurar uma boa gestão dos seus negócios e alcançarem o sucesso por elas tão almejado.

“Com o treinamento que recebemos da ADPP e os fardo que recebemos hoje, estamos confiantes que através destes fardos iniciais iremos vender e multiplicarmos em mais dois ou mais fardos em cada grupo e cada vez mais ampliaremos os nossos negócios. Este incentivo vai contribuir significativamente para ajudar nas despesas escolares dos nossos filhos e a cobrir outras necessidades nas nossas casas” – garantiu Maria Bonde.

As acções do Mecanismo de Recuperação são financiadas pela União Europeia, Canadá, China, Finlândia, Índia, Holanda, Noruega, sendo o PNUD gestor de implementação enquanto a ADPP e outras organizações não governamentais são parceiros implementadores.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email