ADPP Projecto de Alimentação Escolar apoia 20 mil famílias em produtos alimentares

FFK

Para aliviar o impacto da Covid-19 na renda das famílias e reduzir a desnutrição das crianças com idade escolar, o Projecto de Alimentação Escolar “Comida para o Saber” começou o processo de distribuição de cerca de 20 toneladas de produtos alimentares retirados das machambas apoiadas pelo projecto, em quatro distritos da Província de Maputo.

Esta campanha de distribuição teve o seu início no passado mês de Maio e já beneficiou até ao momento um total de 8,930 famílias das cerca de vinte mil previstas até Setembro do ano corrente.

Em estufas e alpendres instalados sob financiamento do Departamento da Agricultura dos Estados Unidos, USDA, em um total 8 grandes machambas activas em igual número de escolas primarias dos distritos de Magude, Manhiça, Matutuine e Moamba, o Projecto de Alimentação Escolar está a assistir as comunidades e os Conselhos de Escolas a produzir culturas como a Batata – doce, mandioca, couve, tomate, cenoura, feijão, alho, cebola, banana, melancia, salsa, papaia, arroz, quiabo e beterraba. São esses produtos que durante o período normal de aulas são oferecidos aos alunos como alternativa a papa de soja que é dada pelo Projecto como lanche escolar.

Entretanto, sabendo das dificuldades financeiras enfrentadas pelas famílias e agudizadas ultimamente pela pandemia da COVID-19, o projecto Comida para o Saber preocupado com a nutrição das crianças com idade escolar, elaborou um plano de distribuição de 20 toneladas de diversos produtos alimentares para continuar a dar assistência aos alunos que são o principal foco das suas intervenções.

Para a senhora Olívia António, voluntária e beneficiária dos produtos distribuídos na EPC de Pedreira, no distrito de Matutuine, este apoio é imensurável pois segundo ela: “tudo está parado, não temos condições para ter mais de duas refeições diárias, as crianças estão em casa desde Abril, sem poder se beneficiar do lanche da escola, assim com esta ajuda vamos poder pelo menos durante alguns dias melhorar a nossa comida”.

Outra beneficiária que também mostrou-se satisfeita depois de receber o seu kit composto por alface, mandioca, maçaroca e pimento é Aida Tembe, mãe de dois filhos que estudam na EPC Pedreira.

“Estamos muito satisfeitas, não falo só por mim, falo por todas mães que vieram cá receber os seus produtos, isto mostra que a escola preocupa-se por nós, porque alem de nos oferecer produtos alimentares, os activistas da ADPP FFK também nos ensinam a nos prevenir da coronavírus. Com estes produtos alimentares vamos melhorar a nossa nutrição e das nossas crianças.

Para Zuleca Ismail, Directora da EPC Mulelemane não há duvida que a alimentação escolar tem sido um elemento importante para o processo de ensino e aprendizagem, tendo contribuído com evidencias claras, para a retenção e o aproveitamento pedagógico ao longo dos anos. Com esta paragem as crianças perderam um alimento muito rico em nutrientes por isso que mobilizamos a comunidade a participar na produção agrícola aqui na escola para podermos distribuir para  as famílias de modo que as crianças continuem a se beneficiar mesmo estando em casa.

Share on facebook
Share on twitter
Share on email

RELATÓRIO ANUAL

2019

Convidamo-lo a ler o nosso relatório anual 2019